Consultar Requerimento INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social auxilia milhares de famílias pelo país com a concessão de benefícios.

Entre os mais pedidos, é possível observar as aposentadorias, auxílios, pensões por morte, salário maternidade e muito mais.

Portanto, ao se encaixar nos requisitos trazidos pelo governo, o pensamento inicial do brasileiro é entrar com o pedido do seu benefício e aguardar ansiosamente a sua resposta. Pensando então em você e na sua comodidade, o INSS buscou uma forma de consultar o seu requerimento de forma online e bem rápida.

Para saber como esse procedimento funciona é só continuar conosco.

COMO REALIZAR A CONSULTA DO REQUERIMENTO DO INSS?

Sem dúvidas, Consulta de requerimento do INSS é aquele serviço bastante procurado pelos contribuintes da previdência, isso porque ao começar a contribuir para a seguridade social você imagina o dia em que poderá ter uma contraprestação desse pagamento.

E quando situações que se encaixam em pedidos de benefícios ocorrem, você logo quer entrar com um requerimento para saber se possui direito.

Então, depois de realizar todo o processo de pedido, você deverá em os dias seguinte consultar como anda a consulta do seu requerimento.

E isso poderá ocorrer de duas formas, caso escolha a via online. Tanto pelo oficial do INSS (www.inss.gov.br) ou pelo portal meu INSS (www.meu.inss.gov.br).

Nos dois casos é preciso informar o número do seu benefício previdenciário, sua data de nascimento, o nome do beneficiário e o número do cadastro de pessoa física. Ao final, clique em “visualizar”.

Bom, fora esses, ainda existe a forma por meio presencial. Não tão usual hoje em dia nas capitais brasileiras, devido à falta de tempo dos contribuintes, mas ainda bem recorrente nos interiores do país, já que alguns ainda não possuem tanta facilidade com o meio online. Essa é uma forma não tão rápida, mas que a informação é também passada com clareza.

E por último e muito importante, é possível que você ligue para a central de atendimento da previdência social pelo número 135.

Você perguntará ao atendente como anda o seu requerimento, passando em seguidas os dados essenciais para que ele consiga visualizar sua situação. A central funciona de segunda a sábado, das 7 horas da manhã as 22 horas da noite, com base no horário de Brasília.

Caso você deseje consultar sua carta de concessão, clique aqui.

CONSULTA REQUERIMENTO PERÍCIA DO INSS

Alguns dos tipos de consulta de requerimento do INSS, é da perícia.

Nos benefícios previdenciários de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez é necessário, assim como nos demais, seguir uma serie de requisitos para que você possa ser contemplado com um desses benefícios.

Porém, fora esses requisitos, tem um que é de fundamental importância; a realização de perícia.

A perícia funciona basicamente como um exame realizado por médico credenciado pela autarquia federal que irá analisar o seu caso e observar se a sua incapacidade para o exercício da atividade laboral é temporária ou permanente.

Sendo de caráter temporário, o benefício aplicado e apresentado no laudo por ele será o de auxílio-doença. Porém, sendo de caráter permanente, ele indicará a aposentadoria por invalidez.

Mesmo no caso de aposentadoria por invalidez, é preciso que a cada 2 anos você refaça novas perícias para analisar como anda o seu histórico médico. Se a incapacidade tiver sido sanada, o médico constará isso no seu lado e o beneficio previdenciário é automaticamente cancelado.

Pois, apesar de ser uma aposentadoria, não apresenta caráter definitivo.

CONSULTA CARTA DE CONCESSÃO

Depois que o pedido é feito perante o Instituto Nacional, você irá para casa e aguardará uma decisão informando o status do seu pedido.

No passado, para consultar esse requerimento do INSS, essa decisão vinha apenas por meio de carta e daí o nome de carta de concessão.

Porém, hoje em dia, além da carta física, pode ser que você consulte a sua carta de forma online entrando no portal do meu INSS através do endereço de URL www.meu.inss.gov.br.

Já se você não tiver meios para acessar a carta online, não se preocupe, que a carta física tem um prazo de 30 dias para chegar na residência do contribuinte.

Esse prazo poderá ser um pouco estendido por conta da enorme demanda de pedidos que ocorre atualmente.

Pois bem, recebida ou visualizada sua carta de concessão, é claro analisar que são três os status que podem lá estar presentes.

Primeiro, que o seu pedido foi concedido. E você poderá ficar bem feliz, aguardando o dia do primeiro deposito bancário.

Em segundo lugar, que o seu benefício está habilitado, ou seja, ainda está passível de análise.

E por último, que o benefício foi indeferido pelo Instituto por algum motivo, por exemplo, eles observaram que você deixou de cumprir os requisitos estabelecidos ou por ausência de documentos. Nessa hipótese, é importante que você tenha conhecimento do porquê que o benefício não foi concedido. Cabendo também dessa decisão administrativa um recurso, se assim preferir.

Espero que você tenha aprendido como consultar seu requerimento do INSS de forma rápida e simples.

Para mais informações sobre o texto, mande sua pergunta para a nossa equipe que entrará em contato o mais breve possível.

Tabela INSS 2018: Consulte a alíquota atualizada

Os brasileiros que contribuem para a previdência social têm em mente que caso aconteça algo com eles, os mesmos não ficaram desamparados, assim como não deixarão seus dependentes desamparados, por isso é importante verificar a Tabela do INSS 2018.

Entre os motivos mais frequentes que ensejam benefícios sociais, estão os acidentes de trabalho, a gravidez, doença que incapacitem o trabalhador de exercer sua atividade laborativa, morte do segurado e etc.

Por isso, é fundamental que a população tenha conhecimento da chamada tabela INSS 2018. É por meio dessa tabela que o cidadão poderá saber a data correta para receber os valores que dizem respeito ao seu pedido.

Para saber mais sobre o tema, acompanhe o texto até o final.

TABELA E CALENDÁRIO INSS 2018

O Instituto Nacional do Seguro Social é uma autarquia federal responsável pelo pagamento dos benefícios previdenciários.

Para muitos brasileiros, o INSS é a sua única fonte de renda, pois só se sustentam com essa remuneração dada pelo Governo.

Desse modo, é normal observar a ansiedade dos cidadãos que aguardam anualmente a divulgação da tabela de pagamento do Instituto.

Observe em qual categoria você se encaixa e analise direitinho a data do seu pagamento. Para conferir sua tabela é só acessar o site oficial do INSS (www.inss.gov.br).Divulgada no final de 2017, a tabela de pagamento de 2018 possui uma divisão em duas categorias; a primeira, para aqueles que recebem benefícios no valor de até 1 salário mínimo. E a segunda, para quem recebe benefício com valor superior a 1 salário mínimo.

Os benefícios de até 1 salário mínimo são pagos nos últimos 5 dias úteis de cada mês e os benefícios acima desse valor, são pagos nos primeiros 5 dias úteis do mês.

Tabela INSS para o trabalhador avulso:

Empregado, Empregado Doméstico e Trabalhador Avulso de 2018
Salário (Em reais) Alíquota
Até R$ 1.659,38 8%
De R$ 1.659,39 a R$ 2.765,66 9%
De R$ 2.765,67 até R$ 5.531,31 11%

Tabela INSS 2018 para Contribuinte Individual e Facultativo:

Contribuinte Individual e Facultativo de 2018
Salário  (Em reais) Alíquota Valor
R$ 937,00 5% (sem direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição e Certidão de Tempo de Contribuição) R$ 46,85
R$ 937,00 11% (sem direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição e Certidão de Tempo de Contribuição) R$ 103,07
R$ 937,00 até R$ 5.531,31 20% Entre R$ 187,40 (salário mínimo) e R$ 1.106,26 (teto)

POR QUE OBSERVAR A TABELA INSS 2018?

A garantia que a previdência traz ao segurado é que qualquer que seja o fato que aconteça com ele futuramente, ele estará protegido para conseguir seguir a vida com a renda que precisa.

Já nos casos de aposentadoria, chega um determinado momento em que a lei já garante esse tipo de benefício.

Então, qual seja a forma que o contribuinte precise da previdência, seja sendo por uma fatalidade, seja sendo por velhice, é importante que virar beneficiário ele observe com cautela a tabela INSS. Será ela o novo calendário no qual ele poderá basear suas contas.

CONTRIBUIÇÃO MENSAL E SUA TABELA

Para as pessoas que realizam suas contribuições mensalmente é preciso também seguir uma tabela do INSS que informa a alíquota necessária para fazer a contribuição.

O pagamento que é realizado até o 15º dia do mês possui diferentes alíquotas dependendo de cada profissão.

No caso dos empregados, empregados domésticos e trabalhador avulso, a tabela fica assim estabelecida:

  • Salário de até R$ 1.693,72 a alíquota será de 8%;
  • Salário de R$ 1.693,73 a R$ 2.822,90 a alíquota será de 9%;
  • Salário de R$ 2.822,91 até R$ 5.645,80 a alíquota será de 11%.

Se algum desses três tipos de empregados possuem mais de um vínculo empregatício, as remunerações recebidas deverão ser somadas para o correto enquadramento das alíquotas.

Já para aqueles trabalhadores que são contribuintes individuais e facultativos a tabela já é outra:

  • Salário de R$ 954,00 (salário mínimo) que opta pela alíquota denominada de facultativo baixa renda, terá a incidência de 5% nesse valor, o que corresponde a R$ 47,70 reais de contribuição.
  • Salário de R$ 954,00 (salário mínimo) que opta pela alíquota exclusiva do plano simplificado da previdência, terá a incidência de 11% nesse valor do salário mínimo, o que corresponde a R$ 104,94 reais de contribuição.

Nesses dois casos de contribuição dos contribuintes individuais e facultativos não é possível ter direito a aposentadoria por tempo de contribuição e nem a certidão por tempo de contribuição.

Por último, os contribuintes individuais e facultativos possuem uma terceira opção de contribuição que abrange todos os benefícios:

  • Salário de R$ 954,00 até R$ 5.645,80 incide uma alíquota de 20% que ficará um valor entre R$ 190,80 que é o mínimo, a um teto de R$ 1.129,16.
Lembre-se sempre de conferir se alíquota de pagamento 2018 está correta.

FACULTATIVO DE BAIXA RENDA

Ao analisar as alíquotas do INSS 2018 de contribuição vimos uma que dizia respeito ao facultativo de baixa renda. Mas, você sabe do que se trata essa espécie de contribuição?

Esse tipo de contribuição é destinado exclusivamente para os homens ou mulheres que laboram no trabalhado doméstico e não possuem renda própria.

Dessa forma, eles geram uma guia de recolhimento e contribuem mensalmente em um valor abaixo do normal e usando o código de pagamento 1929.

Por meio desse tipo de contribuição, o cidadão poderá requerer os benefícios de salário maternidade, auxílio reclusão, auxílio acidente, auxílio doença, aposentadoria por idade e aposentadoria por invalidez.

Em caso de dúvidas sobre essa modalidade de contribuição é só entrar em contato com a central de atendimento do INSS através do número 135.

POR QUE CONTRIBUIR PARA A PREVIDÊNCIA SOCIAL?

A previdência social funciona com base em uma contrapartida de prestação. Ou seja, para que você possa usufruir dos seus vários tipos de benefícios, é necessário que seja um contribuinte. Claro que temos algumas exceções, mas em regra, o sistema é exercido dessa maneira.

Para aqueles trabalhadores que laboram com carteira de trabalho assinada não há nem essa discricionariedade de querer ou não contribuir, pois o seu empregador tem o dever de repassar a taxa para o INSS 2018.

Em relação aos outros tipos de trabalhadores que precisam ter um carnê de pagamento das alíquotas do INSS 2018 para fazer suas contribuições essa decisão já é uma faculdade dos mesmos. Mas garanto que, não há investimento melhor a ser realizado e que mais na frente você irá agradecer por ter contribuído desde cedo para o seu futuro.

Nunca se sabe quando um benefício lhe será útil.

APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO

Como um dos tipos mais pedidos de aposentadoria, a aposentadoria por tempo de contribuição funciona da seguinte maneira; não é necessário que você cumpra uma idade mínima para requerer o benefício, mas apenas que tenha 35 anos de contribuição para os homens e as mulheres 30 anos.

Porém, nesse ano de 2018 novas regras estão sendo passíveis de alteração perante o congresso nacional.

Para as novas regras, ia ficar estabelecido que além desse tempo de contribuição, também iria ser começado a computar a idade do contribuinte. Ficando estabelecido da seguinte maneira; os homens precisariam ter 65 anos de idade para requerer o benefício, e as mulheres 62 anos.

VISUALIZAÇÃO E SALDO DO INSS

Depois de passar por todo o processo de pedido do benefício, esperar sua carta de concessão e ter o seu beneficio concedido é necessário que o segurado saiba como visualizar e sacar o saldo do seu benefício INSS.

Não existe ao certo um banco que é responsável por todos os benefícios previdenciários. Ao fazer o pedido do benefício, a previdência social vai indiciar a você um banco que seja perto da sua residência, para poder facilitar a sua vida financeira.

Caso você não goste da opção apresentada, não tem nenhum problema, é só realizar o pedido de transferência de instituição financeira.

Independente de qual seja o banco, você deverá seguir de forma correta a tabela INSS 2018, pois ela é universal para todos os que são segurados da previdência. Saiba a data de pagamento nesta imagem:

Confira a Tabela de Pagamento de benefícios 2018.

Na hora de realizar o saque dos valores do seu benefício, a instituição financeira que você se cadastrou irá lhe entregar um cartão magnético e uma senha. Compareça na data correta no autoatendimento e faça a transação de forma bem simples.

Já para realizar a consulta do extrato de saldo do INSS, você poderá visualizar por meio do portal meu INSS (meu.inss.gov.br). Apenas é necessário realizar um cadastro prévio e procurar dentre os seus serviços, a opção “extrato previdenciário CNIS”.

Prontinho, o seu extrato apareça em instantes. Para poder imprimi-lo é só apertar “CTRL – P”.

No portal meu INSS existe vários outros serviços que podem facilitar sua vida além de conferir a Tabela do INSS 2018. Clique aqui e confira.

PROVA DE VIDA

A prova de vida funciona como uma atualização cadastral que anualmente deve ser feita, além de ser obrigatória pois sem ela o segurado não tem acesso a sua tabela INSS 2018.

Essa atualização é para comprovar que aquele benefício é necessário para aquele cidadão e está se encaixando em todos os requisitos estabelecidos, ou seja, não é um benefício fraudulento.

Dessa maneira, se a prova de vida não for realizada, o benefício é automaticamente bloqueado e você não poderá mexer nele.

Para quem não sabe como realizar esse procedimento, é muito simples, basta se dirigir no banco responsável pelo pagamento do seu benefício na data designada pelo INSS, levando seus documentos de identificação.

Chegando lá solicite a prova de vida e a renovação de senha bancária.

Caso você não possa comparecer, esse processo poderá ser feito através de procuração devidamente assinada.

NOVIDADES DO INSS

Por conta da reforma da previdência, muitos são os rumores sobre as novidades no Instituto Nacional e sua tabela do INSS 2018.

Porém, algumas já são certas. Como é o caso da possibilidade de desaposentação.

A desaposentação é feita da seguinte maneira; o segurado cumpriu os requisitos estabelecidos para algum dos tipos de aposentadoria, e se aposentou. Porém, continuou a trabalhar com um emprego de carteira assinada que consequentemente contribuía para a previdência.

Nesse caso é possível que rescinda a sua antiga aposentadoria e estabeleça o pedido de uma nova que conte o seu novo tempo de serviço e novo tempo de contribuição, fazendo assim com que sua renda aumente.

Outra novidade que está no cenário brasileiro desde 2016 é o INSS das empregadas domésticas.

Elas trabalham para pessoas físicas e contribuem para a previdência normalmente. Isso faz com que tenham acesso aos benefícios previdenciários que as outras classes trabalhadoras possuem.

Em caso de dúvidas sobre a Tabela do INSS 2018, deixe sua pergunta nos comentários abaixo.

Se tiver gostado do texto, não esqueça de compartilhar com os amigos.